Dislexia pode ter ligação com a audição

dislexia-blocos-empilhando-criancaUm estudo do MIT sugere que a maneira como os disléxicos escutam a linguagem pode ser de suma importância para o tratamento de sua condição.

A dislexia é caracterizada por uma dificuldade na área da leitura, escrita e soletração, e por isso, sempre foi considerada um problema ligado apenas a estas áreas do conhecimento. Um estudo do MIT, entretanto, sugere que a maneira como os disléxicos escutam a linguagem pode ser de suma importância para o tratamento desta condição.

Os pesquisadores pediram a pessoas com e sem dislexia que ouvissem vozes dubladas de personagens na tela de um computador. As pessoas precisavam associar as vozes aos personagens corretos, primeiro em Inglês (sua língua nativa) e depois em um idioma estranho (Mandarim). O resultado é que os não-disléxicos associaram corretamente as vozes em mais de 70% dos personagens em Inglês e 50% na língua não-familiar, enquanto que os disléxicos foram capazes de fazer o mesmo apenas na metade das vezes, o que é uma grande disparidade, segundo especialistas não envolvidos no estudo.

“O estudo demonstra a centralidade do discurso falado na dislexia, ou seja, o problema não está significado, mas sim, na captação dos sons”, explica a diretora do Centro para Dislexia e Criatividade da Universidade de Yale, Dra. Sally E. Shaywitz.

Antes do estudo, se pensava que o reconhecimento vocal era um procedimento separado do reconhecimento da linguagem, no cérebro. A pesquisa, no entanto, revela que a leitura envolve a habilidade de integrar vários procedimentos de interpretação e entendimento de maneira automática.

A partir desta pesquisa, abre-se novas fronteiras para o tratamento da dislexia, o que poderá acelerar a recuperação das dificuldades de aprendizagem dos disléxicos, como por exemplo, escrever de cabeça para baixo ou mesmo invertendo completamente a ordem das letras de uma palavra.

Conte com nossa equipe de fonoaudiologia para dar todo a assistência que você e sua família precisar. Caso tenha percebido que seu filho (ou mesmo você) tenha dificuldade em associar letras a seu fonema correspondente, marque uma consulta pelo telefone (11) 5522-3077 ou pelo nosso formulário de contato.

[Via]

Audição, Desenvolvimento infantil, Fonoaudiologia , , , ,

Comments are closed.