Clima seco favorece o aumento das crises respiratórias

Alguns cuidados são fundamentais para atravessar os dias de baixa umidade relativa do ar sem prejudicar a saúde.


Durante estes dias, a umidade relativa do ar em alguns estados brasileiros foi motivo de preocupação, por estar abaixo do limite saudável de 30%. Mais alarmante, no entanto, são os índices em São Paulo. A cidade registrou o menor índice de umidade em três anos, com umidade relativa de 20%. Em São José dos Campos, a porcentagem chegou aos 15%. Com isso, a cidade de São Paulo está em alerta.

As complicações do clima seco são de tirar o fôlego, literalmente. Os problemas para o sistema respiratório são vários: os casos de pneumonia, gripe, sinusite, alergias e resfriado crescem até 25%, segundo a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo quando a baixa umidade do ar faz com que os índices de poluição aumentem. Para além dos problemas respiratórios, o tempo seco pode causar dores de cabeça, irritações nos olhos, nariz, garganta e pele. A garganta pode ficar seca, a voz rouca, inclusive com possibilidade de inflamação na faringe.

Com isso, alguns cuidados são fundamentais para atravessar o clima seco, como apresentamos a seguir:

1) Beba bastante água

Com a baixa umidade do ar, o cuidado mais básico é hidratar o corpo com bastante água mineral. “A hidratação pode ser feita também com os sucos de fruta naturais, água de coco, verduras e frutas suculentas”, ensina a alergista Marta Guidacci. Além disso, também é recomendado evitar o consumo de fast-food.

2) Mantenha a casa limpa

Quanto mais seco o clima, mais ácaros e fungos aparecem. Por isso, o acúmulo de poeira pode desencadear as doenças respiratórias. É muito importante, em especial quando o clima estiver seco, manter a higiene doméstica em dia. Passar um pano úmido no piso e móveis afasta a poeira e protege a saúde.

3) Deixe o sono mais fresquinho

Deixe o sono mais fresquinho: As dicas da Secretaria do Estado para uma noite de sono tranquila é dormir em local arejado e umedecido. Os ambientes podem ser umidificados com toalhas molhadas, reservatórios de água e até umidificadores.

4) Esporte na hora certa

A prática de esportes também merece atenção especial no tempo seco. O corpo se cansa mais facilmente, a garganta passa a arranhar e os olhos ficam irritados com facilidade. “É recomendado que os exercícios físicos sejam feitos nas primeiras horas da manhã, no final da tarde ou à noite, quando o clima seco não incomoda tanto”, diz Rafael Ollita, professor da academia Top Spin & Big Ball.

Natação, hidroginástica e os demais esportes na água são uma boa alternativa se o ar pesado estiver incomodando. Os exercícios aquáticos são os mais recomendados nesta situação, pois em um ambiente de piscina, a umidade do ar tende a ser maior do que em locais abertos, o que diminui essa constante agressão causada pela poluição ao sistema respiratório.

[Via Minha Vida]

Alergias respiratórias, Otorrinolaringologia , , , , , , , , , , , , , , ,

Comments are closed.