Problemas na fala e audição em crianças

Nesta semana em que comemoramos o Dia da Criança, é importante destacar alguns problemas que podem afetar o desenvolvimento da comunicação e expressão dos pequenos.

Nesta semana em que comemoramos o Dia da Criança, é importante destacar alguns problemas que podem afetar o desenvolvimento da comunicação e expressão dos pequenos. Quando bebê, seu filho começa a se comunicar com quem está ao seu redor através da linguagem corporal, com gestos e expressões faciais. Com o tempo, esta comunicação vai sendo aprimorada, e ele aprende a verbalizar seus sentimentos e pensamentos.

Algumas crianças já emitem suas primeiras palavras perto de um ano de idade, mas esta medida não é a mesma para todos e para alguns bebês, a fala pode demorar um pouco mais a sair. Outros fatores como uma família mais silenciosa, que fala pouco, ou estar em uma creche ou maternal em que há uma pessoa responsável por muitas crianças, também podem adiar o desenvolvimento da fala.

É importante o contato direto com a criança, conversando com ela, mas principalmente, dando-lhe oportunidade para fazer seus pedidos e se expressar. Muitos pais pecam pelo excesso de zelo e atenção dado a seus filhos de modo que basta a criança fazer um gesto ou dar um olhar para os pais lhe atenderem. Este zelo excessivo também adia o desenvolvimento da criança, porque assim, ela não precisa da fala para ter suas necessidades atendidas.

Entretanto, como falar é intimamente ligado à audição, dificuldades no desenvolvimento da expressão pela fala pode indicar uma deficiência auditiva ou até mesmo surdez. Uma criança também pode não se desenvolver normalmente devido à deficiência mental, danos cerebrais ou problemas no funcionamento dos centros de fala no cérebro.

Como saber se meu filho tem problemas de audição?

A deficiência auditiva pode ser mais seguramente detectada a partir dos 2 ou 3 anos, quando a criança começa a apresentar alguns sinais mais claros a partir dos quais os pais podem suspeitar de que alguma coisa não vai bem. Alguns deles são:

  • Deixar de responder aos chamados dos pais ou parentes.
  • Pedir para levantar o volume da televisão ou do aparelho de som.
  • Dificuldades nos estudos e nos trabalhos na escola.
  • Mudança de comportamento e de conduta, tornando-se mais reservado e inseguro.

Nos bebês, alguns sinais podem ser:

  • Não despertar ou ficar sobressaltado com ruídos inesperados no ambiente.
  • Ter um comportamento excessivamente calmo.
  • Não prestar atenção quando chamado, a partir de 3 meses.
  • Fazer barulho excessivo durante as brincadeiras.

CEONG é especializada em fonoaudiologia e podemos lhe dar toda a assistência no acompanhamento do desenvolvimento da fala em seu filho. Marque agora sua consulta conosco através do telefone (11) 5522-3077 ou pelo nosso formulário de contato.

Audição, Desenvolvimento infantil , , ,

Comments are closed.