Perda auditiva no idoso

surdez-idosoÉ notória a surdez que notamos em muitas pessoas na terceira idade. Esta surdez é causada pela perda de audição natural que ocorre com o envelhecimento; esta alteração é chamada de presbiacusia.

A presbiacusia é uma doença que tem diversos fatores e é caracterizada pela perda progressiva da audição em ambos os ouvidos ao longo da vida. Esta deficiência auditiva geralmente afeta as altas frequências da audição.

Cerca de 11% dos pacientes entre 44 e 54 anos já apresentam alguma perda auditiva. Este percentual sobe para 25% entre as pessoas de 55 e 65 anos e chega a quase 50% da população com mais de 70 anos.

A perda auditiva tem um enorme impacto sobre a qualidade de vida dos idosos e está se tornando um transtorno cada vez mais comum com o envelhecimento da população. Os distúrbios de comunicação gerados pela perda de audição torna a atividade de compartilhar pensamentos, ideias e informações uma tarefa árdua.

É comum que o idoso seja descrito com uma pessoa confusa e distraída, mas na verdade essas características são apenas consequências dos danos à sua capacidade auditiva. Na maioria das vezes, o idoso finge compreender o que os outros estão falando, mas como não entende, desiste de tentar interagir.

Também é importante perceber que a deficiência auditiva também pode trazer problemas para a linguagem e a memória, resultando em uma complexa depreciação da qualidade de vida da pessoa idosa.

Como a família pode ajudar na comunicação da pessoa com perda auditiva?

• Preste bem atenção na pessoa quando ela falar, não tente dar atenção a outra tarefa, quando conversar com a pessoa com perda auditiva;

• Fique sempre de frente para a pessoa, fale devagar e com a voz baixa, não grite;

• Use gestos, figuras, listas de palavras e outras formas para se expressar, se necessárias;

• Faça pausas, seja repetitivo se for preciso;

• Peça para a pessoa repetir o que lhe foi dito para ter certeza de que ele realmente entendeu o que foi falado;

• Converse em lugares tranquilos, sem muito barulho;

• Ao explicar uma tarefa, faça da forma mais simples e devagar para não confundir;

• Nos casos de uso de aparelhos, certifique se as pilhas estão precisando trocar. Verifique as datas em que as últimas baterias foram trocadas;

• Não tente retirar a cera do ouvido com objetos;

• Não restrinja suas atividades sociais somente por causa da perda auditiva, o isolamento social compromete a qualidade de vida da pessoa idosa e agrava a dificuldade de comunicação.

Fonoaudiologia, Otorrinolaringologia, Terceira idade , , , ,

Comments are closed.